COMO ATRAIR CLIENTES ATRAVÉS DO MARKETING DE CONTEÚDO?

Quarta, 31 de julho de 2017 às 03h59.

 
 

O Google nos permite atrair clientes, ao invés de ser necessário interromper as pessoas para levar seus produtos e serviços até os clientes potenciais.

Ao atraí-los, é possível iniciar um relacionamento e construir a confiança necessária para que a venda ocorra naturalmente.

E a solução para isso é colocar a mídia em primeiro lugar. Ao escutar as pessoas, é possível entender as necessidades, construir melhores marcas e atrair clientes de uma maneira melhor.

A internet nos trouxe estratégias para os negócios e marcas conquistarem a permissão das pessoas, ao invés de interrompê-las para comunicar e chamamos isso de Ibound Marketing.

Com a atração do cliente, mídia e conteúdo podemos construir grandes marcas e negócios. O seu conteúdo, deve atrair pessoas interessadas, que dão a permissão para a comunicação, e podem comprar de você. Aprenda a educar e entreter seus clientes e potenciais clientes. Crie um centro de ensino e aprendizado em direção ao seus produtos e serviços.

Com o Marketing de conteúdo  podemos aprender como produzir texto, áudio, vídeo, imagens e multimídias que constroem audiências para atrair, vender e fidelizar clientes.  Desta forma você deve pensar como uma empresa de mídia, uma revista, estação de rádio ou canal de televisão, por exemplo.

Não é necessário produzir a mesma quantidade de conteúdo que uma empresa de mídia, mas sim construir um contéudo de alta qualidade, e agregar valor para a sua audiência frequentemente,  criando assim o relacionamento e a confiança necessária para vender.


Passo 1: Crie seu Mapa de Empatia

Entender o seu cliente é fundamental para criar marcas, comunicar e construir negócios. Usar um mapa de empatia ajuda a entender o cliente, criar produtos e serviços que eles realmente vão comprar e comunicar melhor. Ou seja, este deve ser o seu primeiro passo para gerar empatia á sua marca ou empresa.

A melhor forma de entender o que o seu cliente precisa é compreende-lo. Assim você irá sentir, pensar, ver, ouvir, falar e agir como ele. Olhe com os olhos do seu cliente para entender suas necessidades e aprender como vender para ele.

Porém, para compreender seus clientes, é necessário tê-los. Se você esta começando é necessário que você construa a sua audiência.

Passo 2: Crie a sua audiência.

As pessoas da sua audiência vão indicar o que querem comprar e como você deve comunicar para elas. Ouça, observe e entenda o que está implícito. Essa será a sua base para criar produtos, serviços e uma comunicação eficiente.

Você tem uma audiência mínima viável quando:

Está recebendo feedback suficiente em forma de comentários, e-mails ou redes sociais a fim de adaptar e evoluir o seu conteúdo para melhor servir e comunicar com a sua audiência;

Quando você está crescendo organicamente o seu público graças ao compartilhamento nas mídia sociais;

E quando você está ganhando visão suficiente sobre o que a sua audiência precisa para resolver seus problemas ou satisfazer seus desejos além das informações gratuitas que você está fornecendo.

Ter uma audiência é tão importante quanto vender e é por isso que você precisa construir uma audiência antes de uma marca ou um negócio.

Após entender e conhecer seu cliente a fundo, construa o seu conteúdo, também conhecido como conteúdo de fundação.

Passo 3: Construa seu conteúdo

Seu conteúdo de fundação deve conter as principais informações e conhecimentos que seu cliente precisa saber para fazer negócio com você. Esse conteúdo resume as principais respostas para as perguntas que foram levantadas no mapa de empatia.

Podem ser alguns artigos ou vídeos, por exemplo. O formato será determinado pelo conhecimento da sua audiência. Como eles preferem consumir essas informações?

Construa esse conteúdo de fundação para o seu cliente fazer negócio com você. Apresente este conteúdo de uma forma única e especial, que eduque e entretenha seus clientes em direção a seus produtos e serviços.

Ao usar conteúdo, você também pode beneficiar o seu negócio e a sua marca com o gatilho da afinidade. As pessoas gostam de fazer negócio com quem elas conhecem, gostam e confiam. E conteúdo faz exatamente isso.

Outros gatilhos como urgência e escassez também podem usados para conteúdos mais voltados a venda ou que tenham alguma variável temporal.

Estes são apenas alguns dos gatilhos que você pode e deve usar ao fazer conteúdo.

Para concluir é necessário que você em primeira estância agregue agrega valor fornecendo um conteúdo que poderia ser vendido, depois venda seu produto ou serviço. Isso é marketing de conteúdo. E assim, um conteúdo leva para o outro, que atrai os clientes em potencial para seu conteúdo de fundação, e que consequentemente vende seus produtos e serviços. Tudo está ligado. E funciona.

 
© 2009 - 2019 Infinite Comunicação
Agência de Publicidade e Propaganda